Maruca e Branquinho

O Branquinho e o Maruca foram retirados do local por não se verificarem as condições desejáveis à permanência dos animais junto dos seus detentores, pelo que que se encontram a ser apoiados por FAT e a Associação Animais Como Nós. Aceitam-se donativos para apoiar nas despesas de alojamento de ambos os animais.
Desacorrentado
Esta campanha foi bem-sucedida e alcançou o seu objetivo!
100% Apoiado
  • 75€ Apoiado
  • 75€ Objetivo
  • 3 Apoiantes
Tempo restante

Sobre a campanha

O Maruca e o Branquinho são dois cães que vivem acorrentados no quintal da habitação dos seus detentores, em Vila do Conde.

A principal razão do acorrentamento deve-se ao facto do espaço não estar devidamente vedado e os detentores recearem a fuga dos animais.

A carência económica e a situação de doença oncológica de um dos seus cuidadores dificultam a criação de alternativas às correntes, e justificam a falta de meios para reverter o estado de precariedade habitacional em que se encontravam os dois animais, em especial, o branquinho.

Lançamos esta nova campanha para angariar fundos e/ou materiais para vedar o quintal, bem como proceder à limpeza e à organização de todo o espaço exterior circundante, de forma a quebrar as correntes e a proporcionar qualidade de vida a estes dois cães, ajudando igualmente os detentores no seu papel de cuidadores.

Necessidades veterinárias primárias:

Material necessário para a vedação:

  • 40m de rede rígida metálica preferencialmente (2,5 m largura e 2 m altura) – equivale a cerca de 16 painéis ou outro tipo de rede rígida.
  • postes metálicos ou paus de madeira
  • cimento
  • portão
  • materiais diversos de construção e outros (vassouras; pás; baldes)

Contamos convosco!

 

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.